- Ache os Cursos e as Faculdades certas para você! Clique aqui!

- Bolsas de Estudo - são mais de 1.200 faculdades oferecendo descontos de até 75%! Saiba mais!

Versão para impressão     Enviar para um amigo    

Home : notícias

Softwares desenvolvidos por alunos da pós-graduação em Mecânica na UFPE recebem registro no INPI-MDIC

Fonte: Imprensa UFPE

28/04/2016



Três softwares desenvolvidos na UFPE serão contemplados com o Certificado de Registro de Programa de Computador do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) / Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Os programas Orte - Otimizador de Rotores de Turbinas Eólicas, Tabula e Amadeus foram desenvolvidos por estudantes de pós-graduação dos cursos de Engenharia Mecânica da UFPE (PPGEM) e Ciência da Computação.

Os procedimentos de registro foram realizados pela Diretoria de Inovação da UFPE e a entrega do certificado ocorreu nesta terça-feira (26/04), durante o workshop “Inovar para Competir”, no auditório da Diretoria de Inovação UFPE, celebrando o Dia Mundial da Propriedade Intelectual. O evento teve palestras de representantes do INPI e da Diretoria de Inovação.

“Essa certificação se insere no esforço continuado dos docentes e discentes participantes do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica em promover o seu nível perante a Capes como curso de pós-graduação", afirma o professor Alex Maurício Araújo, do PPGEM, orientador da dissertação que resultou no programa Orte. Para José Alexandro Fonseca, autor do software Tabula, "esse certificado é um estímulo acadêmico para prosseguirmos no desenvolvimento do programa".

Para Sérgio Ribeiro de Aguiar, da diretoria de inovação, é fundamental que se dê crescente visibilidade a esses produtos desenvolvidos pela UFPE para que possam ser demandados e utilizados pelo mundo empresarial e pela sociedade. Atualmente, a UFPE conta com 187 pedidos de patente e 15 pedidos de registros de software. Nenhuma patente foi concedida ainda, mas algumas exigências estão sendo atendidas e, possivelmente, em 2016 haverá patentes concedidas. Dos softwares, com esses três de 2016, já são seis os certificados de registro.

Sobre os programas

Orte - O programa visa contribuir com o futuro desenvolvimento do projeto de rotores de turbinas eólicas aero estruturalmente otimizados para as condições de ventos típicas do Nordeste Brasileiro. De autoria do engenheiro mecânico Lucas Amaro de Oliveira, como resultado da dissertação de mestrado defendida em setembro de 2014 no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica da UFPE (PPGEM), o trabalho foi orientado pelos professores Alex Maurício Araújo (Demec, PPGEM e CER) e Alexandre Carlos Araújo Costa (DEN, PPGEM e CER-UFPE). Mais informações: professor Alex Maurício Araújo ( ama@ufpe.br) e Laboratório dos Fluidos Ambientais/UFPE.

Tabula - Tem como o objetivo auxiliar os docentes, coordenadores e gestores que atuam nos cursos de Educação a Distância no processo de criação, distribuição, automação e averiguação da qualidade das questões aplicadas. É de autoria de José Alexandro Fonseca e resulta da dissertação do mestrado em Ciência da Computação, sob orientação da professora Patrícia Tedesco. Mais informações: Alexandro Fonseca ( alexandrovf@gmail.com).

Amadeus - Uma plataforma de ensino na qual o professor pode montar cursos distribuídos em módulos e aplicar avaliações sem sair da mesma página, com toda simplicidade. O Amadeus é resultado de cinco anos de estudos realizados através de pesquisas de doutorado e mestrado, além de trabalhos de graduação. O Projeto Amadeus – Agente Micromundo e Análise do Desenvolvimento no Uso de Instrumentos, foi criado no Centro de Informática (CIn) da UFPE, coordenado pelo Grupo de Pesquisa Ciências Cognitivas e Tecnologia Educacional (CCTE). Mais informações: Alex Sandro Gomes ( asg@cin.ufpe.br).





Versão para impressão     Enviar para um amigo